Leão mais velho da África é morto por dono de curral no Quênia (Libras)

por Libraria News

A organização de preservação de animais Lion Guardians lamentou a morte do animal, que era considerado um símbolo de resiliência e coexistência. O aumento da demanda por energia e materiais nas últimas décadas tem levado humanos e leões a competir por espaço e recursos, o que pode levar a conflitos que muitas vezes resultam na morte dos animais. A seca atual no Quênia também tem contribuído para o aumento do conflito humano-leão.

Fonte: CNN

Portal Libraria: Libraria.com.br

NOSSAS REDES SOCIAIS:
Instagram: instagram.com/estudiolibraria
YouTube: youtube.com/Libraria
Facebook: facebook.com/estudiolibraria
Twitter: twitter.com/estudiolibraria

FALE COM A GENTE:
E-mail: [email protected]
WhatsApp (SURDOS): (18) 98100-6541

Deixer um comentário